quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Karatê Kid

É sempre bom ver o Jackie Chan atuando.É incrível como ele consegue cativar com a serenidade que transmite.
O que me surpreendeu no filme, não foi o roteiro, pois não traz nada de muito novo comparando a história original lançada em 84, etretanto, até pela epóca o novo filme é visualmente mais bonito e produzido.
A atuação do Jaden Smith particularmente é o diferencial do filme, ele é otimista, engraçado, marrento, uma delícia!
Achei emocionante a cena em que ele escuta o desabafo em relação ao acidente de carro do sr. Han e a cena final em que ele apesar de machucado argumenta que quer lutar pelo motivo de não querer ter mais medo, independente do resultado.

Achei ótimo!
País de Origem:  EUA / China
Direção: Harald Zwart
Ano: 2010

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ferrato Pessoa

Muito bom!!rs

"Além de ser autor do Rato de Sebo, Custódio é boa praça, ótimo como chargista e escritor, e ainda toca sax-tenor na Banda Smith, seguindo a tradição de seus pares (Verissimo, Aroeira e outros mais)." ARNALDO NOGUEIRA JR.
Fonte:http://www.releituras.com

Vaidade

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho...

                                E não sou nada!...


Florbela Espanca

domingo, 26 de dezembro de 2010

A Lua no Cinema

A lua foi ao cinema,
Passava um filme engraçado,
A história de uma estrela
Que não tinha namorado.

Não tinha porque era apenas
Uma estrela bem pequena,
Dessas que, quando apagam,
Ninguém vai dizer, que pena!

Era uma estrela sozinha,
Ninguém olhava pra ela,
E toda a luz que ela tinha
Cabia numa janela.

A lua ficou tão triste
Com aquela história de amor,
Que até hoje a lua insiste:
— Amanheça por favor!

Leminski

domingo, 19 de dezembro de 2010

Não uma pessoa

Adoro tudo que elas fazem!

De Daniela Schitini. Integrante da Cia. As Graças, a atriz escreveu um monólogo dramático inspirado na biografia e em declarações de Marilyn Monroe (1926-1962). Não espere, porém, ver em cena uma reprodução da estrela americana, apoiada em clichês como o vestido branco esvoaçante. Daniela, que saca uma peruca loira só no fim da peça, dá vida a uma artista em crise, realizando uma gravação ao psicanalista, pois sente dificuldade de falar diretamente sobre sua intimidade.
Veja SP

video

domingo, 12 de dezembro de 2010

Tudo Pode dar Certo

Adorei o filme, humor ácido e inteligente!
Os diálogos, as piadas, os personagens cheios de "tiques", trilha sonora típicas desse perfil de comédia e roteiro são excelentes.
Quando inicia o filme com o rabugento e engraçado Bóris, e a estudante Melodie ingênua e com insights de inteligência com quem ele se casa, achei um máximo!  Mas ficou ainda melhor quando os pais da moça apareceram. Ótimooo roteiro e desfecho!
Achei genial.


Lançamento: 2009 (França, EUA)
Direção:Woody Allen

Meu Malvado Favorito

Unicórnio fofinhoooo!!!
Virou nossa frase!rs Fofinhooo!

Uma graça de filme!

O cientista Gru passou a vida inteira tentando agradar a mãe e faz de tudo para ser cada vez mais perverso. Depois que uma pirâmide no Egito é roubada por um vilão novato, ele decide que está na hora de fazer o maior roubo da história e seu alvo é simplesmente a lua. No caminho de Gru surgem três pequenas e adoráveis orfãs que podem ajudá-lo, involutariamente, a se tornar o maior vilão do planeta


Lançamento: 2010 (EUA)
Direção:Pierre Coffin, Chris Renaud

sábado, 11 de dezembro de 2010

Um quarto em Roma

Uma delicadeza de filme, em todas as cenas.
Incrível que pensei que a direção fosse de uma mulher, entretanto, me surpreendi ao saber que é um cineasta espanhol quem produziu a história, isso porque ele conseguiu expressar com muita sensibilidade e delicadeza o universo feminino tratando de sentimentos, confidências, entrega, paixão, romance e sexo de maneira simples, real, espontânea e graciosa.


Diretor: Julio Medem
Elenco: Elena Anaya, Natasha Yarovenko, Enrico Lo Verso
Ano de Produção: 2009
País: Espanha

O pano de fundo o filme, com a música de Jocelyn Pook, dedico as minhas queridas Jojó, Vanita e Camis. Nesse final de semana, estivemos juntinhas tomando todas, rindo pra diacho , trocando confidências(hehe) e fazendo coisas culturais!!
Foi maravilhosooo!! amo vcs!

video

domingo, 5 de dezembro de 2010

Falta de inspiração

Engraçado que a gente não sabe de onde ela vem, nem como ela vai.
Talvez diga isso pra me enganar um pouco. E ao mesmo tempo, me contradigo, pois no fundo a gente sabe...




segunda-feira, 22 de novembro de 2010

São Francisco Xavier

Distrito da cidade de são José dos Campos – SP.
Fica a 138km de SP.
É preciso pegar ônibus no Tietê para São José dos Campos (R$ 19,00 1h30 de viagem) e da Rodoviária de São José pegar ônibus para São Francisco Xavier (R$ 5,00 1h30 de viagem)

A cidade fica em meio as montanhas, com opções de lazer, comida e pousadas.
Fiquei com medo de ir sem reservar nada, mas lá tem tudo que é preciso. é só pegar o ônibus ou carro e ir sem medo!

Comemos em um restaurante mineiro ótimo, bem no centrinho mesmo.
Não lembro o nome, mas nem é preciso, pois a cidade é bem pequena!

E fomos a cachoeira Pedro Davi, sensacional!
Valeu super a pena! Quero voltar!

Obrigada pela ótima companhia Rô!

Centro da cidade

Cachoeira Pedro Davi


domingo, 21 de novembro de 2010

Serra Gaúcha - Porto Alegre NP

Mais um momento muito especial junto de vocês!
Apesar de nossas "poucas" brigas, rs damos muitas risadas juntos, nos apoiamos e sabemos que podemos sim contar um com o outro. Nem que seja pra rir do "Vexame" das abelhas ou oferecer um ombro amigo quando for picado pela mosca "cerejeira" 

Taty, muito obrigada por nos receber na sua casa e apresentar a sua família lindaaaaa!!!

Mais que amei!!!

O Sul é fantásticoooo!!! Maravilhoso lugar pra descansar, ver gente bonita, comer muito bem e beber muito chimarrão.

Sem contar os cafés!! humm que delícias!

Natal Luz em Gramado - RS

Foto a moda antiga

domingo, 7 de novembro de 2010

Te amoramor!

Durante as duas últimas semanas tenho começado os meus dias cometendo um furto. Não sei como evitar esse pecado e, para dizer a verdade, não quero evitá-lo. A culpa é de uma amoeira que, desobedecendo as ordens do muro que a cerca, lançou seus galhos sobre a calçada. Não satisfeita, encheu-os de gordas amoras pretas, apetitosas, tentadoras, ao alcance de minha mão. Parece que os frutos são, por vocação, convites a furtos: basta mudar a ordem de uma única letra… Penso que o caso da amoreira comprova esta tese linguística: tudo tem a ver com o nome. Pois amora é a palavra que, se repetida muitas vezes, amoramoramoramora, vira amor. Pois não é isso que é o amor? Um desejo de comer, um desejo de ser comido… O muro, tal como o mandamento, diz que é proibido. Mas o amor não se contém e, travestido de amora, salta por cima da proibição.

Rubem Alves

A força da ternura - Leornado Boff

Leonardo Boff é teólogo e filósofo. O autor já recebeu diversos prêmios pela sua obra e seu trabalho social.
É rigidamente criticado e vigiado pela igreja, pela sua idéia incomum com as idéias do meu querido e mais que amado Rubem Alves, também teólogo e filósofo.

Tenho certeza, que por mais que leia e pesquise não terei idéia de um terço da luta e coragem desses dois! Mas fico profundamente fascinada e admirada.

 "Concordamos em que Deus não entregou os seus negócios para serem administrados por uma instituição chamada igreja. Como Jesus mesmo disse, Deus faz sua chuva cair sobre maus e bons, e o sol brilhar sobre justo e injustos. A água da chuva, todo mundo sabe o que é. O calor do sol, todo mundo sabe o que é. A confusão sobre Deus – chuva e sol – começa quando religiões afirmam que prá se molhar na chuva e se aquecer ao sol é preciso ter idéias certas sobre a chuva e o sol, idéias que só elas têm, e que se chamam dogmas. Essas religiões pensam que conseguiram engaiolar Deus. Deus só existe dentro delas. Religiões são gaiolas vazias. Não. Não estão vazias. Dentro delas há um pássaro empalhado.  Mas Deus é um pássaro em vôo... Há um ditado judeu que diz: “Os homens pensam. Deus ri.” Ele se ri das bobagens que pensamos sobre ele – ou ela, não estou bem certo. O mar também se riria de nós..." R.A.

Acabei de ler o seu livro " A força da Ternura", nesse, Boff apresenta várias idéias sobre espiritualidade, terra, crise, ser humano...muito bom!!!!

Sobre os vídeos, estão em 4 partes no Youtube, (Roda viva - Leonardo Boff ) só postei essas duas! Mas sério, vale mais do que a pena ver. É excelente o debate e nos deixa infinitamente mais abertos e com uma melhor reflexão sobre o tema.


video

video

"...Para ele Jesus jamais imaginou uma igreja hierárquica, burocrática, dotada de poder ( houve um período em que ela chegou a ter exércitos ) e que pretende ser a única detentora da verdade, a verdade inteira. Essa pretensão torna impossível o ecumenismo oficial. Porque se uma instituição possui a verdade toda, ela não precisa ouvir ninguém. Seria uma perigosa perda de tempo. O pensamento do outro só pode ser mentira. É o outro que tem de ouvi-la. Ela é “mater et magistra” – mãe e mestra. Para o Leonardo, ao contrário, a igreja é formada por todos aqueles que sonham o mesmo sonho,  o sonho que está contido na poesia do Pai Nosso: um mundo de fraternidade, sem misérias, sem vinganças, sem violência..." R.A.

Como Esquecer

Não gostei muito do filme.
Achei a história fraca e lenta, ao mesmo tempo que a personagem principal Julia (Ana Paula Arósio) não consegue comover, não consegue prender e tem sempre a mesma expressão triste e mau humorada do começo ao fim.

Como Esquecer é uma adaptação da história autobiográfica de Miriam Campello.
O roteiro demorou três anos para ser escrito
Direção: Malu Di Martino
2010

terça-feira, 2 de novembro de 2010

I'll Be There For You - Bon Jovi

Esse vídeo é em homenagem a Jú, que tem uma coletânea de músicas pra chorar!rs
Enquanto fazíamos escova e tomavámos cerveja com salgadinho Doritos Picante, escutamos mil vezes Djavan, e dentre vários outros cantores "Depre" a Jú não parava de falar dessa música do Bon Jovi que é trilha do Filme "De repente é amor" (Agora você não vai esquecer mais o nome do filme Jú)
Jú, são ótimos nossos momentos de risadas, desabafos, palhaçadas e cerveja que compartilhamos juntas!
Amo você!

video

Comer, Rezar e Amar

O filme é bom!
Cheio de cores, bastante intenso e mostra exatamente como se dá as nossas confusões internas em busca de equilíbrio, em busca de encontrar a si mesmo!
Não li o livro, mas quem o leu confirma que a história lida é bem melhor, (como acontece na maioria dos livros que viram filme)
Só achei que o enredo foi ficando um pouco cansativo, mas valeu! 


lançamento: 2010 (EUA)
direção: Ryan Murphy

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Tropa de Elite 2

Li alguma críticas dizendo que o filme serviria para algumas reflexões...Reflexões?
O filme serve para mais que esfregar em nossa cara que estamos de mãos atadas sempre, por mais que observemos nos debates políticos quem se sai melhor, por mais que tentemos escolher a dedo os candidatos, não adianta... Terá sempre uma força maior, interesses maiores que fazem parte de um círculo vicioso sem fim. Todos são peões de um jogo social e político que nos escraviza e destrói.
E o filme foi ótimo em mostrar essa realidade de uma maneira fria e corajosa.
O roteiro, atuação, fotografia, trilha sonora, tudo mais que excelente, parabéns José Padilha.


Frases que gostei:

" A polícia puxa o gatilho mas não atira sozinho "

"O sistema é uma articulação de interesses escrotos"

"Quando tinha dez anos, meu filho me perguntou porque minha profissão era matar pessoas. E eu, com 21 anos de polícia, ainda não sei responder a essa pergunta"

" Tá de Pombagirice Comigo?"

"Quer me foder, me beija"

Direção: José Padilha
Brasil 2010

sábado, 30 de outubro de 2010

O Amor acontece

Apesar de ter lido algumas criticas ruins.
Adorei muito do filme, e até chorei!
A história é muito bacana, o cara Burke Ryan (Aaron Eckhart) perde a sua mulher num acidente e se culpa por isso. Cômico que passa a fazer sucesso com um livro chamado tudo "Ok". Ele foge da dor, foge do problema e o tempo todo em seus workshops transporta para o outro situações que ele precisava resolver com ele mesmo! (Daria uma bela discussão em psicologia, e deu uma bela discussão de "migo" "comigo mesma"!)
Muito emocionante a parte final, em que ele desabafa em meio a platéia e o seu ex sogro o vê e também se emociona, abraçando-o e consolando-o dizendo: " Você não é culpado filho, foi um acidente, mas você sumiu, perdemos uma filha e um filho ao mesmo tempo, só queriamos chorar a nossa dor junto com você! buáááááááááá!!
Infelizmente Jennifer Aniston foi mera coadjuvante nesse filme, não teve uma participação marcante
Mesmo assim, foi lindo!!!!


Lançamento: 2009 (Canadá) (EUA)
Direção: Brandon Camp

André Rangel É Dom

Apesar de não ser muito fã do estilo de apresentação Stand-up Comedy, o cara é bom, tem segurança no palco e sabe interagir com a platéia. Não diria que achei superrr engraçado, porque sou dificil pra comédia mesmo.
Já no filme Pequeno Nicolau,  (Comedinha Francesa) chorei de rir! Nada a ver comparar, mas quando falo em comedia lembro desse filme!rs

O mote da peça é próprio dom (ou dons) que todo brasileiro tem: o dom de lutar, de conquistar, de conviver, de sobreviver, de incentivar e acolher, enfim o dom nosso de cada dia.


Acústica São Paulo
Rua Martiniano de Carvalho 266 - Bela Vista - São Paulo | Tel: 11 3926-4596

Má Educação

Muito bom o mistério do filme, e esse, ao contrário de explorar o universo feminino como Almodóvar faz, aborda questões de formação de identidade e sexualidade.
Apesar do enfoque, o diretor não perde a criatividade, e nesse também está presente a tragédia, arte e humor.
Lançamento: 2004 (Espanha)
Direção: Pedro Almodóvar
Gênero: Drama

Uma prova de amor

Uma prova de amor, é uma prova de família, uma prova de quem nos sustenta, nos fortalece, nos anima, nos ama incondicionalmente e está do nosso lado independente de tudo é a nossa família.
Gostei muito da parte que Kate(Sofia Vassilieva) não quer sair de casa, pois está se sentindo feia, no mesmo instante sua mãe Sara (Cameron Diaz) raspa a cabeça e sai com ela na rua. Elas se divertem, tiram fotos e passam a tarde com toda a família!
*Curiosidades: Baseado no romance de Jodi Picoult
Lançamento: 2009 (EUA)
Direção: Nick Cassavetes
Gênero: Drama

Cinema Paradiso

Não teve como não se envolver de uma maneira diferente nesse filme!
Ver toda história de Totó com a magia do cinema, amizade pelo Alfredo.
Ver Totó voltando a cidade que não é mais a mesma, o cinema que não mais existe... É como se sentir visitando a infância, as coisass belas, infantis e ingênuas que não voltam mais!
É profundamente maravilhoso!
Sem contar que o Totó é um fofo e engraçadissimo!
Nota 10000!


Lançamento: 1988 (Itália)
Direção: Giuseppe Tornatore
Gênero: Drama

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

How Can I Go On (Como posso Continuar) - Freddie Mercury

Relembrando um pouquinho esse grande cantor!

"Como posso continuar
Dia após dia
Quem pode me fortalecer em todos os sentidos
Onde posso estar seguro?
A onde pertenço?
Nesse enorme mundo de tristeza...



Não sei o porque, mas não consegui postar o vídeo!


http://www.youtube.com/watch?v=akdAvg8SO1A




quinta-feira, 21 de outubro de 2010

...estou procurando, estou procurando. Estou tentando me entender. Tentando dar a alguém o que vivi e não sei a quem, mas não quero ficar com o que vivi. Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda.

Clarice Lispector

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O livro de Eli

Excelente filme, trata de um mundo pós apocalíptico, onde as pessoas vivem escassez de água, de comida e se tornam canibais por isso, sendo desprovidas de qualquer valor ou consciência moral.
Muito interessante a forma como os diretores trataram as questões em volta da bíblia, questões do nosso futuro e questões sobre o ser humano. Além de tudo, a trama é ótima!!!


Direção: Albert Hughes e Allen Hughes

Sinopse: Denzel Washington (O Gangster) estrela esse filme dirigido pelos irmãos Allen e Albert Hughes (Do Inferno). Num mundo pós-apocalíptico Eli (Denzel) é um homem solitário que tem de proteger um livro sagrado que pode conter a resposta para salvação da humanidade, mas como todo herói tem seu algoz nessa história não é diferente e para poder obter o livro, um tirano prefeito de uma pequena cidade (Gary Oldman) fará de tudo, mesmo que para isso tenha de matar Eli.

video

sábado, 9 de outubro de 2010

Mais um começo...

Me vem inspiração, mas não sei escrever ao certo o que vem no coração.
Pensei em uma rima, uma crônica, uma poesia,
Pensei em até falar do amor dessa vez com alegria

Não me encare mal, não considero o amor triste, mas é bonito falar da tristeza que nele existe.

Mas apesar de começar a falar sobre o tal, acho que a minha inspiração hoje não é essa afinal,

Tava aqui a pensar, em todos os versos...
E novamente me vem a inspiração, mas escuto a canção, penso no vagão e não consigo expressar a minha emoção.

Enfim...

Penso em começo,
Um novo endereço
Penso andando pela rua
Com a alma toda nua
Ser amante desse céu
Que expresso no papel

Se pensar na existência,
Me vem uma carência
Mas não sei se é só isso que sinto afinal,
Talvez seja só mais um sinal

Como na poesia,
Que diz que escrever é uma coisa que
"Me preenche e me esvazia"
Ou ainda quando fala sobre desejar
Que por mais que seja o bastante, sempre qualquer coisa
Há que Faltar-me-á

Mas não pense que estou triste,
Essa é a minha felicidade que existe,
 Como disse o poeta:
" Há tanta beleza, que é demais pra mim"
Eu também sofro dela

Como pensar nas águas do mar
Sem se sensibilizar, e triste não ficar?
Mas não é tristeza, de tristeza,
E sim aquela que rima com beleza

Ou ver o céu azul misterioso e acinzentado
E desejar do coração
A estrela de presente pra quem está do outro lado

Ver a infinidade das flores, das cores, dos cheiros,
E não caber em si, por mais que pareça estar inteiro

Escutar o ritmo das notas nas músicas belo e harmonizado
E vim de dentro a vontade de cantar angustiado

Ou ler a história de amor de algum passado
E se excitar de alegria e tristeza infinitamente misturados

É sentir faltar a respiração,
Quando se vê, no silêncio da noite na escuridão
Ou se agitar de todos os lados,
Quando penso na intensidade
Dos lugares e desejos que ainda procuro nessa imensidão.

Sula

video

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Smile

Sorria, embora seu coração esteja doendo
Sorria, mesmo que ele esteja partido
Quando há nuvens no céu,
Você conseguirá...
 
Se você sorrir
Com seu medo e tristeza
Sorria e talvez amanhã
Você descobrirá que a vida ainda vale a pena se você apenas...
 
Ilumine sua face com alegria
Esconda todo rastro de tristeza
Embora uma lágrima possa estar tão próxima
Este é o momento que você tem que continuar tentando
Sorria, de que adianta chorar?
Você descobrirá que a vida ainda continua
Se você apenas...
 
Se você sorrir
Com seu medo e tristeza
Sorria e talvez amanhã
Você verá que a vida continua
Se você apenas sorrir...

Este é o momento que você tem que continuar tentando
Sorria, de que adianta chorar?
Você descobrirá que a vida ainda continua
Se você apenas sorrir
 
video
 

sábado, 2 de outubro de 2010

Trabalho EXISTENCIALISMO

Apresentação da poesia e filme para a disciplina EXISTENCIALISMO!

Lembro quando tinha dezessete, dezoito anos
Como era fácil se apaixonar
 Uma cantada, se apaixonava
Um cinema se apaixonava,
Primeiro beijo então, era amor eterno...

Hoje em dia...
Ah...Como é difícil se apaixonar!
Mesmo trocando número de celular
Ficamos a nos fechar
Num buraco a inventar
Várias teorias do passado pra justificar
E daí, a razão para a aquela música:
 “Meu medo é uma coisa assim, que corre por fora, entra vai e volta, sem
sair... O amor é bom demais, mas dói demais sentir”


As nossas experiências...
Ás vezes por medo nos faz preferir a solidão
E mesmo assim, continuar fantasiando uma paixão
Ser livre para escolher os próprios atos
Mas se desesperar com o tempo que nos torna angustiados

É como Skinner com o comportamento condicionado
Nos faz operante
Sem olhar pro lado

Ou será a psicanálise que justifica
É tudo por conta de outras feridas

O existencialismo por outro lado
Nos ajuda a perceber que transformamos
Apesar de termos sidos transformados

E assim, ressignificando as experiências
E expressando as emoções
Nos encontramos de novo em várias canções
Vídeo e Poema
Sula

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Johannes Brahms "Intermezzo" op 118

Sinto excitação, sinto paz, sinto angústia, sinto alegre, sinto triste, sinto tanto, sinto tanta...
Sinto várias emoções que seguem em cada nota, em cada toque, em cada som, no compasso desse piano...

Esse cara é fantástico, o que dele não é bom!


video

Viveu de 7 de maio de 1833 — Viena, 3 de abril de 1897 compositor alemão.

domingo, 26 de setembro de 2010

Alice Através do espelho

Muito bacana a fotografia da peça e roteiro sobre o sentido da história, gostei!

Nesta montagem, Alice é mais moderna que a do texto original e deixa um bilhete no espelho antes de ir embora de casa: “As coisas não fazem mais sentido. Vou desaparecer por um tempo. Por favor, não se preocupem”. Lorina, sua irmã, cria um blog chamado Wonderland para encontrar Alice e tentar entender o quê não faz sentido.

Sesi
Dia 19/09
Dramaturgia Rubens Velloso, Beto Matos e Marcos Azevedo com a colaboração do Núcleo Experimental de Artes Cênicas do SESI-SP

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Outra Terça

Por um momento eu me sinto,
Sei quem sou,
Me encontro nessa turbulência desses tantos desejos,
Desses tantos sentimentos pensando onde vou
O que eu faria se eu não fosse eu?
Me pergunto várias vezes
E num impulso de mim mesma
Me vejo correndo por aí aloprada
Escrevendo meus devaneios inspirada
Levando uma vida inusitada
Deitando na calçada
Sem escolher a roupa pro outro dia passada
Mas aí vem o medo
E mais uma vez, consigo sentir que o que eu vivo
É aquilo que não sou
É aquilo que sabe o poeta:
"Sou o intervalo entre o meu desejo e aquilo que o desejo dos outros fez de mim."
Tento me livrar,
Me revestir pra me curar
Mas não encontro solução
Pra conseguir um espaço nesse mundo que não é meu
É preciso pisar no chão
E por medo de seguir o coração
Paro de fazer poesia
Pra fazer obrigação


Sula

sábado, 18 de setembro de 2010

Tem, mas acabou - As graças

Adaptado do livro "Contos de Enganar a Morte", de Ricardo Azevedo, o espetáculo utiliza bonecos, teatro de sombras e da linguagem clownesca para narrar histórias populares sobre personagens que tentam enganar a morte. (Teatro Infantil)

Com: Daniela Schitini, Eliana Bolanho, Juliana Gontijo e Vera Abbud
Texto: Ricardo Azevedo
Adaptação: Juliana Gontijo
Dia: 11/09
ESPAÇO SOBREVENTO

Como sempre, elas são ótimas, e dessa vez, consegui uma fotinha!

Eliana Bolanho, Vera Abbud,Daniela Schitini, EU e a Juliana Gontijo

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Quem sabe isso quer dizer amor - Bruna Caram

Genteee porque não coloquei esse vídeo ainda!!!

Olha a performance dela, sério!

O jeito que ela canta, a voz... a gente sente a música na força como ela canta, se movimenta, se expressa!

É o que mais amo!
E a letra da música então...ui

video

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Nenhuma

Apagar a luz...
Apagando o tempo
Apagando o pensamento
Assim num canto escuro em silêncio
Essa vontade de calar
E vem essa angústia que me dá
Querer nenhum lugar
Nenhum desejo
Não respirar

Querer nenhuma hora
Querer nenhum agora
Nenhum momento
Nenhum dos medos
Querer não perguntar
Querer se esvaziar
Querer nem a poesia
Que me alegra no meu dia
Nenhuma emoção
Nenhum riso, nenhuma ação
Querer nem as palavras
Nenhuma música
Nenhuma paixão

Querer nenhuma dessa falta...
Nenhum desse tormento
que me dói...que me assalta

Sula

video

sábado, 11 de setembro de 2010

Álvaro de Campos - Acordar

Álvaro de Campos colocou alguns dos meus sentimentos nesse poema.
Selecionei alguns trechos, de que me movem mais, na intregra o poema é um pouco maior.

Eu adoro todas as coisas
E o meu coração é um albergue aberto toda a noite.
Tenho pela vida um interesse ávido
Que busca compreendê-la sentindo-a muito.
Amo tudo, animo tudo, empresto humanidade a tudo...
Pertenço a tudo para pertencer cada vez mais a mim próprio
E a minha ambição era trazer o universo ao colo
Como uma criança a quem a ama beija.
Eu amo todas as coisas, umas mais do que as outras,
Não nenhuma mais do que outra, mas sempre mais as que estou vendo
Do que as que vi ou verei.
Nada para mim é tão belo como o movimento e as sensações.
A vida é uma grande feira e tudo são barracas e saltimbancos.
Penso nisto, enterneço-me mas não sossego nunca.
"Dá-me lírios, lírios, e rosas também.
Crisântemos, dálias, violetas e os girassóis acima de todas as flores.
Mas por mais rosas e lírios que me dês,
Eu nunca acharei que a vida é bastante.
Faltar-me-á sempre qualquer coisa,
Sobrar-me-á sempre de que desejar,
Como um palco deserto.
Minha dor é inútil como uma gaiola numa terra onde não há aves.
E minha dor é silenciosa e triste como a parte da praia onde o mar não chega."