domingo, 7 de novembro de 2010

A força da ternura - Leornado Boff

Leonardo Boff é teólogo e filósofo. O autor já recebeu diversos prêmios pela sua obra e seu trabalho social.
É rigidamente criticado e vigiado pela igreja, pela sua idéia incomum com as idéias do meu querido e mais que amado Rubem Alves, também teólogo e filósofo.

Tenho certeza, que por mais que leia e pesquise não terei idéia de um terço da luta e coragem desses dois! Mas fico profundamente fascinada e admirada.

 "Concordamos em que Deus não entregou os seus negócios para serem administrados por uma instituição chamada igreja. Como Jesus mesmo disse, Deus faz sua chuva cair sobre maus e bons, e o sol brilhar sobre justo e injustos. A água da chuva, todo mundo sabe o que é. O calor do sol, todo mundo sabe o que é. A confusão sobre Deus – chuva e sol – começa quando religiões afirmam que prá se molhar na chuva e se aquecer ao sol é preciso ter idéias certas sobre a chuva e o sol, idéias que só elas têm, e que se chamam dogmas. Essas religiões pensam que conseguiram engaiolar Deus. Deus só existe dentro delas. Religiões são gaiolas vazias. Não. Não estão vazias. Dentro delas há um pássaro empalhado.  Mas Deus é um pássaro em vôo... Há um ditado judeu que diz: “Os homens pensam. Deus ri.” Ele se ri das bobagens que pensamos sobre ele – ou ela, não estou bem certo. O mar também se riria de nós..." R.A.

Acabei de ler o seu livro " A força da Ternura", nesse, Boff apresenta várias idéias sobre espiritualidade, terra, crise, ser humano...muito bom!!!!

Sobre os vídeos, estão em 4 partes no Youtube, (Roda viva - Leonardo Boff ) só postei essas duas! Mas sério, vale mais do que a pena ver. É excelente o debate e nos deixa infinitamente mais abertos e com uma melhor reflexão sobre o tema.


video

video

"...Para ele Jesus jamais imaginou uma igreja hierárquica, burocrática, dotada de poder ( houve um período em que ela chegou a ter exércitos ) e que pretende ser a única detentora da verdade, a verdade inteira. Essa pretensão torna impossível o ecumenismo oficial. Porque se uma instituição possui a verdade toda, ela não precisa ouvir ninguém. Seria uma perigosa perda de tempo. O pensamento do outro só pode ser mentira. É o outro que tem de ouvi-la. Ela é “mater et magistra” – mãe e mestra. Para o Leonardo, ao contrário, a igreja é formada por todos aqueles que sonham o mesmo sonho,  o sonho que está contido na poesia do Pai Nosso: um mundo de fraternidade, sem misérias, sem vinganças, sem violência..." R.A.

Nenhum comentário:

Postar um comentário