quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Karatê Kid

É sempre bom ver o Jackie Chan atuando.É incrível como ele consegue cativar com a serenidade que transmite.
O que me surpreendeu no filme, não foi o roteiro, pois não traz nada de muito novo comparando a história original lançada em 84, etretanto, até pela epóca o novo filme é visualmente mais bonito e produzido.
A atuação do Jaden Smith particularmente é o diferencial do filme, ele é otimista, engraçado, marrento, uma delícia!
Achei emocionante a cena em que ele escuta o desabafo em relação ao acidente de carro do sr. Han e a cena final em que ele apesar de machucado argumenta que quer lutar pelo motivo de não querer ter mais medo, independente do resultado.

Achei ótimo!
País de Origem:  EUA / China
Direção: Harald Zwart
Ano: 2010

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ferrato Pessoa

Muito bom!!rs

"Além de ser autor do Rato de Sebo, Custódio é boa praça, ótimo como chargista e escritor, e ainda toca sax-tenor na Banda Smith, seguindo a tradição de seus pares (Verissimo, Aroeira e outros mais)." ARNALDO NOGUEIRA JR.
Fonte:http://www.releituras.com

Vaidade

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho...

                                E não sou nada!...


Florbela Espanca

domingo, 26 de dezembro de 2010

A Lua no Cinema

A lua foi ao cinema,
Passava um filme engraçado,
A história de uma estrela
Que não tinha namorado.

Não tinha porque era apenas
Uma estrela bem pequena,
Dessas que, quando apagam,
Ninguém vai dizer, que pena!

Era uma estrela sozinha,
Ninguém olhava pra ela,
E toda a luz que ela tinha
Cabia numa janela.

A lua ficou tão triste
Com aquela história de amor,
Que até hoje a lua insiste:
— Amanheça por favor!

Leminski

domingo, 19 de dezembro de 2010

Não uma pessoa

Adoro tudo que elas fazem!

De Daniela Schitini. Integrante da Cia. As Graças, a atriz escreveu um monólogo dramático inspirado na biografia e em declarações de Marilyn Monroe (1926-1962). Não espere, porém, ver em cena uma reprodução da estrela americana, apoiada em clichês como o vestido branco esvoaçante. Daniela, que saca uma peruca loira só no fim da peça, dá vida a uma artista em crise, realizando uma gravação ao psicanalista, pois sente dificuldade de falar diretamente sobre sua intimidade.
Veja SP

video

domingo, 12 de dezembro de 2010

Tudo Pode dar Certo

Adorei o filme, humor ácido e inteligente!
Os diálogos, as piadas, os personagens cheios de "tiques", trilha sonora típicas desse perfil de comédia e roteiro são excelentes.
Quando inicia o filme com o rabugento e engraçado Bóris, e a estudante Melodie ingênua e com insights de inteligência com quem ele se casa, achei um máximo!  Mas ficou ainda melhor quando os pais da moça apareceram. Ótimooo roteiro e desfecho!
Achei genial.


Lançamento: 2009 (França, EUA)
Direção:Woody Allen

Meu Malvado Favorito

Unicórnio fofinhoooo!!!
Virou nossa frase!rs Fofinhooo!

Uma graça de filme!

O cientista Gru passou a vida inteira tentando agradar a mãe e faz de tudo para ser cada vez mais perverso. Depois que uma pirâmide no Egito é roubada por um vilão novato, ele decide que está na hora de fazer o maior roubo da história e seu alvo é simplesmente a lua. No caminho de Gru surgem três pequenas e adoráveis orfãs que podem ajudá-lo, involutariamente, a se tornar o maior vilão do planeta


Lançamento: 2010 (EUA)
Direção:Pierre Coffin, Chris Renaud

sábado, 11 de dezembro de 2010

Um quarto em Roma

Uma delicadeza de filme, em todas as cenas.
Incrível que pensei que a direção fosse de uma mulher, entretanto, me surpreendi ao saber que é um cineasta espanhol quem produziu a história, isso porque ele conseguiu expressar com muita sensibilidade e delicadeza o universo feminino tratando de sentimentos, confidências, entrega, paixão, romance e sexo de maneira simples, real, espontânea e graciosa.


Diretor: Julio Medem
Elenco: Elena Anaya, Natasha Yarovenko, Enrico Lo Verso
Ano de Produção: 2009
País: Espanha

O pano de fundo o filme, com a música de Jocelyn Pook, dedico as minhas queridas Jojó, Vanita e Camis. Nesse final de semana, estivemos juntinhas tomando todas, rindo pra diacho , trocando confidências(hehe) e fazendo coisas culturais!!
Foi maravilhosooo!! amo vcs!

video

domingo, 5 de dezembro de 2010

Falta de inspiração

Engraçado que a gente não sabe de onde ela vem, nem como ela vai.
Talvez diga isso pra me enganar um pouco. E ao mesmo tempo, me contradigo, pois no fundo a gente sabe...