terça-feira, 14 de setembro de 2010

Nenhuma

Apagar a luz...
Apagando o tempo
Apagando o pensamento
Assim num canto escuro em silêncio
Essa vontade de calar
E vem essa angústia que me dá
Querer nenhum lugar
Nenhum desejo
Não respirar

Querer nenhuma hora
Querer nenhum agora
Nenhum momento
Nenhum dos medos
Querer não perguntar
Querer se esvaziar
Querer nem a poesia
Que me alegra no meu dia
Nenhuma emoção
Nenhum riso, nenhuma ação
Querer nem as palavras
Nenhuma música
Nenhuma paixão

Querer nenhuma dessa falta...
Nenhum desse tormento
que me dói...que me assalta

Sula

video

6 comentários:

  1. "Querer nenhuma hora
    Querer nenhum agora"

    Quer coisa mais bonita que esse verso?

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Luiz!!!

    Olha que tendo em vista os seus poemas, e seu gosto pela arte, fico lisonjeada!

    Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Sula, parece que chegou a hora de você dividir toda essa emoção além de NENHUMA. Artista não pode ser egoísta. Vamos partilhar da sua poesia...

    Agradecida por mais esse, que me enche de alegria.

    Ro

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Ro, fico muitooo feliz por ter gostado!!

    Bj

    ResponderExcluir
  5. Tão neuvragico, faz calar..
    Você tem o dom.

    Bj

    Bettanim

    ResponderExcluir
  6. gostei muito desta poesia, vou acompanhar suas escritas.

    ResponderExcluir